Tentativa de Res de explicar ( expor mais ) a sessão de ontem.

Dia 29 de setembro de 2018

 

 

 

Com a saída da Mirela percebi claramente que desenhar não é desenhar, que desenhar também é tudo que é ficcionado para que se possa desenhar. Ou seja tudo que está no desenho importa, mas também tudo que está fora do desenho é constituinte do desenho. Que o desenho não é algo autista, o desenho negocia enquanto desenho com o que não é desenho. Li ainda muito jovem, em Octávio Paz, O arco e a lira, que o íntimo do poema é intocável, acho hoje que o extrínseco do poema ou do desenho também é intocável, e da junção ou do confronto entre estas duas intimidades, nasce uma terceira coisa, uma aérea contaminada, impura, é esta aérea que me interessa, se existe um lugar para o sagrado humano ele se dá neste lugar impuro, ou nesta região contaminada. Não adianta ter um desenho bom ou tecnicamente bom, igualmente se precisa de um espaço externo bom, para o desenho acontecer, isto é fundamental registrar aqui: o externo, o que está fora do desenho, todas as barganhas para que o desenho exista também é o desenho. O desenho tem uma intimidade dele, mas o que está fora do desenho é igualmente íntimo e entra na fatura final do desenho. Penso que o ritual fornecido pela sessão de ontem tem a ver com isto: passagens sutis entre o interno e o externo costurando a malha da superfície do meu desenho. Ontem foi um processo de sutura. Copiando João de Deus. Foi uma operação num campo real da realidade, que simplesmente não vemos claramente, mas nos afeta. Foi ou estA sendo suturada pequenas brechas no corpo da Anna Israel. Invisíveis por hora. Ela já passou por bastante coisa com tão pouca idade. E agora irá passar pela carência, fará a passagem da carência, para que possa seguir em frente, antes disso passou pelo amor, agora seu grande desafio é atravessar a carência, sem isto ela não poderá atuar de maneira imparcial com toda uma futura geração de artistas que necessitam dela, e o mundo está pobre demais para perder uma peça do jogo com tamanha importância, tanto para si, como para o outro.

Atelier do Centro - G1

Rua Epitácio Pessoa, 91, República, São Paulo

3129-3977 // 99537-5396 (RES)

Segunda à sexta: 8h às 17h

atelierdocentro@gmail.com

Galpão do Centro - G2

Rua Teodoro Baima, 39, República, São Paulo

CECAC - Centro de Estudos Conglomerado

Atelier do Centro - G4

Rua Teodoro Baima, 51, SL 1, República, São Paulo

Atelier do Centro - G5

Rua Teodoro Baima, 88, República, São Paulo

Coleção Àlex Muñoz - G6

Carrer del Segle, 5, Premià de Mar

08330 - Barcelona, España

OPCAC - Oficina Prática Conglomerado Atelier do Centro

Rua Teodoro Baima, 39, República, São Paulo

www.opcac.xyz

Vernacular - Editora Atelier do Centro

www.ccsvernacular.com

www.medium.com/@carolccs

  • YouTube
  • Instagram