Maria

October 22, 2018

Texto de Rubens Espírito Santo 

Dia 22 de outubro de 2018 

 

 

"Não sei aonde vou, mas já estou a caminho". 

Carl Sandburg

 

 

Escrever é tão impossível quanto viver ( tem que haver algo entre um impossível e outro, um espacinho de respiro, por minúsculo que seja? )

Viver só é possível para quem estiver se afogando ( em afogar tem um desafogar - no ato mesmo de estar se afogando me desafogo e ateio fogo em mim debaixo d’água, sei que só assim sairei dali - emergirei - foda-se a escrita feia ou bonita, foda-se dizer, se comunicar, quero o que flutua, o que emerge. É a única coisa que quero aqui. )

Não se deixe enganar: não se vive realmente é a vida que vive em você. Estou dizendo que você precisa ser enrabado por você mesmo, só assim terá sua vida de volta. Esse você mesmo é um Cara muito mal. Muito perverso. Sem passar para o outro lado da perversidade você estará sendo somente a caricatura de você. Um espantalho de sua roça verbal. É a escrita que se escreve. Pode espernear a vontade, não irá escrever nada, até ter a humildade necessária para admitir que não estamos falando de escrever aqui, mas apenas de cagar. É a linguagem que nos caga. Pode acreditar nisto. Que introduz, se intromete em nossas entranhas. Somos seres violentados no berço. Já nascemos traumatizados. Sem inocência alguma. Fomos violados pela linguagem ainda antes de balbuciar uma sílaba sequer. Ainda assim estamos aqui — raquíticos de nós. Sempre querendo ser protagonistas. Não desistimos nunca de sermos os atores principais, a coxia de mim deixo para os outros, ou acredito que posso deixar para a empregada, enquanto isto vivo a vida postiça que me arremessa para bem longe do palco, ainda que acredite que estou em cena na noite de estreia com casa lotada. Enquanto pensar que estou em cena como atriz principal, serei somente a que está sendo enrabada no quartinho minúsculo de quatro pelo patrão, sem direito a nenhuma fala. Sem direito a nenhuma existência que não seja o exílio em minha própria cabeça.

 

 

 

Tags:

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Posts Recentes

October 24, 2018

October 22, 2018

October 16, 2018

October 16, 2018

October 16, 2018

Please reload

Arquivo
Please reload

Procurar por tags
Please reload

Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square

Atelier do Centro - G1

Rua Epitácio Pessoa, 91, República, São Paulo

3129-3977 // 99537-5396 (RES)

Segunda à sexta: 8h às 17h

atelierdocentro@gmail.com

Galpão do Centro - G2

Rua Teodoro Baima, 39, República, São Paulo

CECAC - Centro de Estudos Conglomerado

Atelier do Centro - G4

Rua Teodoro Baima, 51, SL 1, República, São Paulo

Atelier do Centro - G5

Rua Teodoro Baima, 88, República, São Paulo

Coleção Àlex Muñoz - G6

Carrer del Segle, 5, Premià de Mar

08330 - Barcelona, España

OPCAC - Oficina Prática Conglomerado Atelier do Centro

Rua Teodoro Baima, 39, República, São Paulo

www.opcac.xyz

Vernacular - Editora Atelier do Centro

www.ccsvernacular.com

www.medium.com/@carolccs

  • YouTube
  • Instagram