Relatório Sessão de sexta 18 de maio de 2018

May 29, 2018

 

não tocar. não tocando toca. acende algo em mim, tão passional perante a vida. não toca, longe. quando toca, perto. seus desenhos são como seus discípulos e alunos, os trata da mesma forma. o toque é sutil, mas supera a aspereza da superficialidade que estamos acostumados. não possui pessoas, tampouco desenhos. os têm pelo mesmo motivo: o de existir. os desenhos só existem pelo pensamento de RES, por mais longe que esteja fisicamente deles. eu quero existir, não só respirar, quero ser mais do que uma folha em branco sem um mestre para tocá-la. se um dia puder me comunicar como seus desenhos saberei que algo foi cumprido. minha existência não resistiu em vão. quero falar como seus desenhos através do toque sutil de RES em meu corpo externo e interno. sei que já não sou uma folha em branco, pequenas marcas se apresentam em minha superfície. no interior, é inimaginável para mim a dimensão de seu toque. seu toque me apresenta o tempo. me faz saber da potência dessa marca que existirá em mim enquanto viver. me lembra de que não sei sobre o futuro, o que essas marcas deixarão em mim, tampouco sei o que deixarei após minha respiração cessar. RES me ensina a ver. saber que mesmo fazendo o lanche posso ver seu desenho. mesmo não estando com meu corpo presente olhando suas ações, tenho a capacidade de discorrer sobre esse algo. a sessão de desenho não se vale apenas pelo desenho em si, percepções muito maiores são recebidas pelos desenhos e por aqueles que participam no entorno. o tempo. a marca. a folha. existência. o tempo é como o de uma estalactite. a vemos num momento específico. enquanto as gotas continuam a cair. sua formação é fruto de gotas que nunca deixaram de cair. a arte goteja. uma gota caiu em RES. traça agora o caminho de sua gota precisa. o tracejar exige pensamento, estratégica, lógica. a gota é de RES. os desenhos, os discípulos, os alunos, as falas são componentes dessa gota a cair. a gota exige vida. há sede em atropelá-las e beber da fonte. mas no tempo, a fonte se perde; foge do nosso controle, se quiséssemos, não a veríamos, temos acesso a gota; então a urgência nos mostra necessária para a encontrar, talvez um dia.

Tags:

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Posts Recentes

October 24, 2018

October 22, 2018

October 16, 2018

October 16, 2018

October 16, 2018

Please reload

Arquivo
Please reload

Procurar por tags
Please reload

Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square

Atelier do Centro - G1

Rua Epitácio Pessoa, 91, República, São Paulo

3129-3977 // 99537-5396 (RES)

Segunda à sexta: 8h às 17h

atelierdocentro@gmail.com

Galpão do Centro - G2

Rua Teodoro Baima, 39, República, São Paulo

Residência Atelier Luca Parise - G3

Rua Teodoro Baima, 51, SL 2, República, São Paulo 

www.lucaparise.co

CECAC - Centro de Estudos Conglomerado

Atelier do Centro - G4

Rua Teodoro Baima, 51, SL 1, República, São Paulo

Atelier do Centro - G5

Rua Teodoro Baima, 88, República, São Paulo

Coleção Àlex Muñoz - G6

Carrer del Segle, 5, Premià de Mar

08330 - Barcelona, España

OPCAC - Oficina Prática Conglomerado Atelier do Centro

Rua Teodoro Baima, 39, República, São Paulo

www.opcac.xyz

Vernacular - Editora Atelier do Centro

www.ccsvernacular.com

www.medium.com/@carolccs

  • YouTube
  • Instagram