14_Fabao carteirinha.png
  • Instagram

carta ao instrutor de inteligência emocional RES,

24.04.2020

fabiana reis santos

Uma outra particularidade talvez, desses desenhos, ou da forma como você articula essa “outra” realidade, é que a coisa fica muito clara, é tão clara que não me assombra.

É tão claro que você consegue falar sobre o que te toca, ou te interpela, te penetra, 

A energia fica no papel, tão limpa, 

Ela passa dentro de você e sai assim, se processa assim, te processa, é processada, articula-se e talvez também te articule,

Isso é fascinante, porque é um trabalho praticamente impossível de se fazer, ainda mais no Brasil, ainda mais em São Paulo, ainda mais no centro, na Epitácio Pessoa.

Essa canalização de energia e ver a coisa assim inscrita é lindo, é sublime,

Dá vontade de viver mesmo e parar quieta num lugar e trabalhar, parar de fugir.

 

Engraçado que, acho que foi exatamente isso que eu senti na primeira vez que eu te vi desenhar, mas só depois de hoje que estou conseguindo entender um pouquinho do que é mesmo, te ver desenhar.

Talvez porque agora, mesmo eu estando ainda muito suja e muito desorganizada, tem algum lugar na minha cabeça que ficou um pouco mais limpo depois dessa semana, e esse lugar hoje conseguiu te ver e me perceber.

 Departamento webdesign e Mídias sociais

+ Sessão de Sexta

+ Marcel Broodthaers

+ COVID-19

+ QUARENTENA

+ História da locomoção da vida prática